Tailândia by Leticia Mello From Brazil (Do for love Project)

Tailândia (http://www.doforloveproject.com/tailacircndia.html)

5827692_orig5045278_orig

Tailândia
A viagem começou em Junho de 2013, com uma parada em Amsterdam de 3 dias e meio. Foi a minha primeira vez na Europa e eu adorei a cidade, o meu programa favorito era me perder de bicicleta pelas ruas. Segui viagem para Bali, onde eu fiz questão de adicionar esse stop de 10 dias. Fiquei apaixonada quando fui a primeira vez e decidi que queria voltar para conhecer mais. Eu aproveitei muito, conheci outras ilhas, descobri praias novas, andei de scooter pra todo lado, tomei Bintang e matei a saudade de ver o sorriso dos locais.

Depois de tudo resolvidofui para um pequeno vilarejo, onde faria o meu primeiro voluntariado. Foram quase dois meses lá, ensinando inglês em diferentes escolas, desde bebês até adolescentes. Depois tive três oportunidades incríveis: dei aulas para os policiais do vilarejo, para agricultores e para crianças monges em uma escola budista. Eu amei esse voluntariado porque eu vivi muito de perto com os locais. Eu morava com professoras tailandesas, ou seja, eu fazia tudo como elas: tomava café-da-manha no chão sob uma esteira, tomava banho de caneca, dormia em um colchonete fininho coberto com uma rede de proteção contra mosquito, almoçava a mesma comida que eles na escola, andava de bicicleta com meus alunos no final do dia. Eu era tratada como parte da família, eles cuidavam muito de mim e mesmo que tivessem muito pouco, sempre me davam o melhor que tinham. São pessoas genuinas e generosas, com as quais aprendi muito.
Segui viagem para Bangkok, onde iniciava pra valer o Do For Love Project. Essa foto foi tirada no meu primeiro dia, logo depois de ter minha carteira furtada. Que recepção calorosa!!

2013650_orig6041774_orig

Ao mesmo tempo, eu ficava muito isolada porque poucas pessoas falavam inglês e não tinha muita coisa para fazer, então chegou um momento em que eu senti que precisava continuar viagem. Passei alguns dias viajando pelas ilhas ao Sul da Tailândia até ter tudo furtado novamente. Foi um momento muito difícil da viagem. Estava SOZINHA e sem NADA. Mais uma vez muitos anjos surgiram no meu caminho para me ajudar e em uma semana eu estava com tudo recuperado tomando meu rumo para o Camboja.